Posicionamento digital e os conteúdos em áudio: como o Clubhouse poderá impactar sua estratégia?

Um convite e um iPhone. Nos últimos dias, o desejo pela combinação desses dois itens cresceu exponencialmente na internet.

Sem dúvida, a vontade de estar no Clubhouse (a rede social mais pesquisada no momento) foi acionada por uma série de gatilhos mentais.

É claro que novidade, exclusividade, escassez e urgência são características que não passam despercebidas quando falamos de um interesse, que segundo o Google, atingiu um percentual de buscas de 525% no Brasil só na última semana.

Embora a euforia seja grande no momento, o mais importante agora é compreender o funcionamento da plataforma baseada em conversas.

Afinal, toda vez que uma rede social se populariza, não tem como não se perguntar: minha empresa precisa estar lá? Como isso pode impactar no posicionamento digital?

O Clubhouse já tem quase 1 ano

Se engana quem pensa que o Clubhouse foi lançado nos últimos dias. A rede social de conversas por voz, criada por Rohan Seth (ex-funcionário do Google) e por Paul Davison (empresário do Vale do Silício), chegou ao mercado em abril de 2020.

Só que no início o público era formado principalmente por pessoas ligadas à tecnologia. Até que um fato mudou a história, aliás, uma conversa entre o bilionário da tecnologia Elon Musk e o presidente-executivo do aplicativo de investimentos Robinhood, Vlad Tenev.

No Brasil, a corrida por convites foi potencializada pela interação de Boninho (diretor do Big Brother Brasil) em uma das salas do aplicativo no último sábado (6).

Como o Clubhouse funciona?

Neste momento o acesso à plataforma é restrito. Para criar uma conta é preciso ser convidado por alguém que já esteja cadastrado no aplicativo.

Quem é convidado recebe um link por mensagem de texto no celular. Cada usuário pode convidar apenas outras duas pessoas.

Além da restrição no número de convites, para baixar o Clubhouse é necessário ter um iPhone.

Tela de início Clubhouse
Depois de baixar o Clubhouse, esta é o ícone que aparecerá no seu celular

Depois de passar por essa espécie de “seleção”, os usuários podem entrar no aplicativo e escolher quais são os assuntos que mais lhe interessam.

Com base nos interesses cadastrados previamente, a timeline de cada usuário exibe as salas mais relevantes que estão acontecendo naquele momento. Em tempo real também acontecem chats com palestras.

Timeline Clubhouse
Essa é a timeline do aplicativo
sala ao vivo no clubhouse
Exemplo de uma sala que está acontecendo no momento, baseada em nosso interesse no tema marketing

Nas salas, nada de textos, fotos ou vídeos: todas as discussões acontecem apenas por áudio.

Se a sala for aberta, o usuário pode entrar como ouvinte e, quando quiser falar, deve levantar a mão para que sua participação seja autorizada pelos moderadores. 

Também é possível criar salas privadas para conversar com amigos e outras pessoas de qualquer parte mundo. Os áudios não podem ser gravados e não ficam salvos.

Famosos como Oprah Winfrey, Kevin Hart, Drake, Chris Rock e Ashton Kutcher também já estão por lá.

Era da voz

Com uma dinâmica semelhante a dos podcasts (mas com a possibilidade da interação), a voz é o centro da estratégia do Clubhouse.

O funcionamento da plataforma vem para confirmar a importância da utilização desse recurso, tanto para a geração de conteúdo em tempo real quanto para adaptação dos conteúdos para as pesquisas na web.

Fato é que não dá para pensar em Clubhouse sem enxergar o potencial da rede social como uma nova oportunidade para as marcas estabelecerem novos diálogos com os consumidores.

E, diferentemente do WhatsApp, pela nova plataforma dá para ter acesso a pessoas que dificilmente se teria de outra forma, como o próprio CEO do Facebook, por exemplo.

Conversas reais, próximas, com pessoas que são destaque em diversas áreas, mais inclusivas e das quais o consumidor tenha o prazer de participar. 

Depois de pensar sobre essas características, uma pergunta surge ao pé do ouvido: quanto tudo isso pode contribuir para melhorar o posicionamento digital da sua empresa?

Posicionamento digital e os conteúdos em áudio

Já falamos aqui que o posicionamento digital (ou posicionamento online) significa a forma como uma marca é vista pelas pessoas. 

As interações da marca com o público contribuem diretamente para a formação da imagem que o cliente tem da empresa, e todas as interações que acontecem na internet entram na soma para isso.

É por isso que o posicionamento digital não acontece na sua empresa, mas sim na visão que os clientes têm dela.

Como a sua marca está sendo encontrada na internet? Se há clareza na mensagem transmitida, as chances de o público enxergar a sua empresa como você gostaria são favorecidas.

E tem como as coisas ficarem mais claras do que em uma conversa em tempo real? Também não dá para esquecer que a capacidade de as empresas venderem mais está diretamente associada à presença digital.

A prova em números? Entre 70 a 80% das pessoas pesquisam uma empresa online antes de visitá-la ou de fazer uma compra com ela.

Se o que constrói o posicionamento digital são os conteúdos que a empresa propaga na internet, é preciso lembrar da importância de se engajar em assuntos que estejam diretamente relacionados à mensagem da companhia.

A explicação é simples, mas necessária. Sua marca só estará sendo relevante se souber o que está falando e produzindo conteúdos úteis ao público, independentemente da rede social.

Potencialize o alcance da sua mensagem

Criar cada vez mais conteúdos em torno da expertise da marca e até construir comunidades para fortalecer essas discussões.

Certamente esta não é uma exclusividade do Clubhouse. Mas, não há como negar que a rede social mais cobiçada do momento poderá potencializar o alcance da sua mensagem. Principalmente se seu público estiver lá.

Precisando de ajuda para melhorar o posicionamento digital da sua empresa e de estratégias para utilizar os conteúdos em voz para obter mais resultados na internet? 

O time de especialistas da AstrusWeb já está de olho em tudo que está acontecendo no Clubhouse e pronto para lhe ajudar.

Voltar