Seu e-commerce já está preparado para o pagamento pelo WhatsApp?

De agosto de 1994, data em que foi realizada a primeira compra com cartão de crédito em um site de comércio eletrônico, ele praticamente reinou soberano.

Mas, para consumidores que cada vez mais prezam pela instantaneidade nas compras online, meios de pagamento que trazem ainda mais agilidade nas transações não demoram para cair no gosto.

Foi o que aconteceu com o Pix, lançado no final de 2020 e, já no início de 2021, dono de 78% das transações bancárias efetuadas no Brasil.

Agora, com a recente aprovação dos pagamentos pelo WhatsApp, os cartões de crédito prometem voltar com força total. 

Quer entender o que isso tem a ver com a recente aprovação das transferências bancárias pelo WhatsApp? 

Mergulhe com a gente e entenda porque essa é mais uma pista de que futuro do e-commerce já começou.

Como fazer pagamento pelo WhatsApp?

Desde que o Banco Central anunciou a novidade, “como fazer pagamento pelo WhatsApp?” ganhou o status de pergunta que não quer calar.

A resposta é que ainda não é possível. As operações foram aprovadas pelo BC, mas agora é preciso aguardar o lançamento da modalidade Pay pelo WhatsApp.

Com mais de 400 milhões de usuários do WhatsApp, a Índia está na vanguarda dos pagamentos pelo aplicativo. Por lá eles vêm ocorrendo desde novembro de 2020.

Aqui no Brasil, a expectativa é de que o serviço comece a funcionar nas próximas semanas. Mas, mesmo que ainda não esteja operando, já sabemos como tudo vai funcionar.

Inicialmente, as operadoras Visa e Mastercard receberam autorizações para intermediar duas operações pelo WhatsApp Pay: transferência/depósito e operações pré-pagas, em que o cliente abastece uma carteira virtual com dinheiro para gastar mais tarde.

De acordo com informações da página do próprio WhatsApp Payments, as operações de transferência/depósito e os pré-pagamentos serão realizados dentro das próprias conversas, sem custos para pessoas físicas.

Para ter acesso ao serviço, o usuário deve cadastrar os números dos cartões de débito ou pré-pagos.

A configuração do recurso de pagamentos é simples e as transferências, assim como já ocorre com o Pix, serão instantâneas, 24 horas por dia, 7 dias por semana.

Sem sair da conversa, também será possível visualizar o status das transferências e acessar o histórico das transações passadas nas configurações do recurso de pagamentos.

Quem é usuário do WhatsApp Business não ficará de fora. A princípio, a taxa de processamento divulgada para usuários dessa modalidade é de 3,99%.

Acontece que, além de receber pagamentos de clientes, os comerciantes também  poderão contar com selo de verificação de confiabilidade, ferramentas de automação de processos, classificação de mensagens, agendamento, análise de métricas, respostas automáticas e integração com chatbots.

Vantagens do pagamento pelo WhatsApp Pay

Mesmo que ainda não esteja operando, as vantagens do pagamento pelo WhatsApp Pay já podem começar a ser contadas pelos e-commerces.

A ferramenta é só mais uma prova de que o futuro para as lojas online já começou.

Não precisamos mergulhar tão longe no passado para responder se em algum outro momento da história o digital já vinha em primeiro lugar.

No momento em que a transformação digital caminha a passos largos, fazer compras online é tão normal quanto trocar mensagens por aplicativos. Só no Brasil, são mais de 2 bilhões de usuários ativos no WhatsApp

Juntando compras online com a troca de mensagens por aplicativos, os ganhos são claros, pois estão no radar do que os consumidores mais valorizam hoje: contatos mais próximos para garantir experiências personalizadas.

Fazer transações sem precisar sair do aplicativo

Boas experiências só tendem a agregar valor às empresas, pois impactam de forma positiva (e decisiva) na jornada dos consumidores.

Conforme a pesquisa CX Trends 2021, 81% dos consumidores dão preferência a marcas que oferecem uma boa experiência. 

Os dados ficam ainda mais impressionantes quando revelam que 68% dos consumidores estão dispostos a pagar mais por um produto ou serviço se tiverem uma boa experiência.

Fazer transações sem precisar sair do aplicativo certamente é uma daquelas vantagens agregadas ao pagamento pelo WhatsApp. I

Isso permite que o cliente resolva tudo em um só lugar. E ainda mais rápido.

Mecanismos de prevenção a fraudes

O grande número de usuários ativos no WhatsApp faz do aplicativo um constante alvo de criminosos.

Como ferramenta que é frequentemente utilizada para aplicação de golpes financeiros, é normal que os usuários possam se sentir inseguros em utilizar o aplicativo para fazer pagamentos.

Para responder a essa objeção, o WhatsApp já manifestou que não receberá, transferirá ou armazenará fundos durante o processamento das transações. 

“Se um usuário tiver um problema, o banco terá um registro da transferência e poderá fornecer assistência às vítimas de fraude. Também será identificado no extrato bancário como ‘FBPAY WA’ e incluirá o destinatário”, explica a empresa.

Além disso, as operações têm como base os cartões de crédito justamente pela garantia de que os dados dos usuários são protegidos por criptografia, conforme os requisitos do PCI e por diversas camadas de segurança.

Estorno das transações

E se depois de fazer uma compra, pagar pelo WhatsApp Pay e receber o produto você se der conta de que não era o que esperava?

Para este mesmo exemplo, podemos mudar apenas a forma de pagamento e o desfecho não será o mesmo.

Pagamentos pelo Pix, por exemplo, não contam com a opção do estorno do valor. Já pelo WhatsApp Pay essa é mais uma possibilidade.

Conforme explica a Serasa, o estorno pode ser requerido à administradora do cartão. Isso pode ser feito, por exemplo, em caso de desistência da compra ou erro no cálculo do valor cobrado.

Viu como estar preparado para o início das operações de pagamento pelo WhatsApp é mais uma forma de seu e-commerce sair na frente? 

Para se adaptar com agilidade às preferências dos clientes, entre em contato com o nosso time e saiba como aplicar as estratégias certas.

Voltar