5 dicas para o texto de apresentação da empresa nas redes sociais

Já diz o ditado “a primeira impressão é a que fica”. Você já parou para pensar que, em se tratando de internet, a primeira impressão da sua empresa pode estar sendo passada justamente na página inicial? Não é regra, mas o caminho da navegação do usuário é planejado para iniciar na homepage.

Apresentar-se de forma marcante vale tanto para pessoas quanto para negócios, esse é o principal objetivo do Branding. De forma abrangente, o Branding é área que estuda e propõe um conjunto de ações para criar conexões e despertar sensações, conscientes e inconscientes, que se tornam decisivas na hora de o cliente tomar a decisão de adquirir um produto ou serviço. Para aprofundamento no assunto, recomendamos o artigo “Branding: o que é e como trabalhar a gestão de sua marca, da Resultados Digitais. 

 

Ranking das redes sociais com o maior número de usuários no mundo

Ranking das redes sociais com o maior número de usuários no mundo

 

Para além das questões visuais (assunto para outra postagem), queremos focar aqui na importância de dar atenção aos espaços reservados para o texto da biografia nas redes sociais. Seja no site, blog, Facebook, Instagram, LinkendIn, Twitter, Tik Tok ou Pinterest, o local destinado ao “quem é você” sempre está esperando por respostas que, no caso das empresas, devem estar conectadas com o propósito e adequadas ao perfil de cada uma das redes.

 

Facebook, Instagram e LinkedIn são as redes com maior número de usuários ativos no mundo, de acordo com dados divulgados pelo relatório Digital in 2019 do site We Are Social. Por isso, é sobre o texto de apresentação desta tríade que traremos alguns insights que você poderá aplicar à sua empresa.

 

 1. Fator espaço

 

O número de caracteres destinados à apresentação muda bastante de uma rede para a outra. No Instagram, por exemplo, os usuários têm somente 150 palavras para formar uma primeira impressão do seu negócio. Trabalhar com essa limitação textual exige criatividade: fazer uso dos emojis é uma boa estratégia para isso. Que tal utilizar o desenho da carta para substituir a descrição “endereço de e-mail”?

Você terá economizado cinco caracteres! Já na página do Facebook é possível complementar a informação do “Sobre” (onde existe um limite de 255 caracteres) com uma ampla descrição, sem delimitação aparente para o texto. Neste caso, apesar de não haver uma barreira clara para o ponto final, uma dica importante é respeitar o limite da barra de rolagem para não “cansar” o visitante já no início do relacionamento com a sua empresa. No LinkedIn são aceitos pouco mais de 2.500 caracteres para o resumo.

Na sequência, os usuários são convidados a preencher itens como histórico profissional, competências e conquistas, que segmentam-se em informações mais detalhadas sobre cada um desses tópicos.

 

2. Comportamento do usuário

 

É a mesma empresa. Pode até ser o mesmo visitante. O fato é que ao acessar cada rede social o comportamento do usuário muda. Quando entra no LinkedIn, por exemplo, o visitante está na maior rede profissional do mundo, portanto, seu objetivo é estabelecer conexões com outros profissionais e empresas para se tornar mais produtivo e bem-sucedido.

O Facebook, rede com o maior número de usuários no mundo, é utilizado tanto para gerar negócios quanto para conhecer pessoas, informar-se e relacionar-se com amigos e familiares. No Instagram, por outro lado, a postura dos usuários é mais intimista, focada no compartilhamento do que está acontecendo “aqui e agora”, funcionando como um canal para humanizar as marcas.

 

3. Não esqueça do relacionamento

 

Não é sobre responder à questão do estado civil. É sobre lembrar, desde quando você estiver escrevendo o texto de apresentação das redes sociais, que sua empresa não está ali para vender. As redes sociais devem funcionar como uma importante ferramenta para compreender melhor as dores das personas (não sabe o que são personas?

Consulte essa e outras informações importantes sobre o universo do Marketing Digital no nosso e-book UMA INTRODUÇÃO AO INBOUND MARKETING), mostrar que você as compreende e apresentar as soluções que sua empresa oferece para esses problemas. Isso funciona desde o texto de apresentação. Como o espaço do Instagram é o mais limitado, você deve transformar o que faz em uma frase concisa e direta.

 

4. Dados atualizados

 

A loja ficava aberta ao meio dia, mas isso mudou? É preciso atualizar a informação na rede social também! Informações pontuais como essas costumam ser pesquisadas pelo cliente justamente enquanto ele está navegando pela própria timeline e lembra que precisa comprar com urgência o chuveiro da marca que só a sua loja revende.

Além do horário de funcionamento, também é relevante incluir outras formas de contato como telefone, número de WhatsApp (é interessante fazer isso inclusive na Bio do Instagram, você pode gerar o link de contato direto para o seu WhatsApp utilizando uma ferramenta online chamada Linktree), endereço físico e online.

 

5. Mostre seu tom de voz no texto

 

De que forma suas personas se comunicam? Quais são os principais termos utilizados por elas? Parecer-se com quem você quer conversar é uma ótima estratégia para humanizar a sua marca e estabelecer diálogos. E por falar em diálogo, nunca deixe de responder dúvidas e comentários. Lembre-se sempre de que sua empresa não precisa estar em todas as redes sociais, faz mais sentido estar naquelas em que sua persona está.

Estar de verdade é muito mais do que fazer postagens com certa frequência, é se aproximar, se importar e isso inclui responder mensagens, comentários e interagir.

 

Quais dessas dicas você já utiliza e quais pretende adotar a partir de agora para aumentar os resultados da sua empresa? Não deixe de contar para a gente nos comentários!

Voltar